You are currently viewing O que é Taxa Selic?

O que é Taxa Selic?

O que é Taxa Selic? Como ela afeta os investimentos?

Portanto, nesse artigo vamos entender o funcionamento da Selic e como ela influência os nossos investimentos.

Esse termo está presente no nosso cotidiano e sempre temos notícias relacionadas a Selic.

Em outras palavras, a Taxa Selic é como a “taxa mãe” da nossa economia.

Ou seja, é a Taxa base da economia e de forma simples é o juros que o governo paga pelo dinheiro que ele pega emprestado.

A Selic é determinada pelo Comitê de Política Monetária(COPOM), a reunião ocorre a cada 45 dias.

Taxa Selic x Economia

Primeiramente vamos falar dos investimentos de renda fixa, todos que possuem a Selic ou CDI como indexador vão sofrer impactos com a mudança na taxa mãe.

Como por exemplo, Tesouro Selic, CDBs ,LCI, LCA, poupança.

Em outras palavras esses investimentos vão ser mais rentáveis a medida que a SELIC sobe.

Do mesmo modo que a Selic influencia na renda fixa, na renda variável também há impactos.

Porém é necessário entender o contexto de funcionamento da taxa mãe na economia de uma forma geral.

A Selic é um instrumento para estímulo do consumo ou redução, isso é feito de acordo com a situação do País, inflação, entre outros.

Nesse sentido, reduzindo a Taxa Selic o crédito fica mais barato, o investimento em títulos públicos menos rentáveis.

Ou seja, o dinheiro tende a circular mais, as pessoas vão comprar mais, empresas irão investir.

Todavia, isso causa inflação!

Pois é a Lei da oferta x demanda, se a demanda por um produto é alta o seu preço tende a crescer.

Ao mesmo tempo que aumentando a taxa básica de juros, o crédito fica mais caro, investimento em renda fixa mais atraente.

Portanto, o ideal é que exista um equilíbrio.

Mas em determinadas circunstâncias isso não acontece e temos alta na inflação(Selic baixa) ou desaceleração do crescimento econômico(Selic alta).

Selic e a Bolsa de Valores

Finalmente chegamos a renda variável, e como a Selic interfere na Bolsa de Valores?

Não existe uma relação direta da Selic com a Bolsa de Valores, como acontece na renda fixa.

Em contrapartida, a Selic baixa diminui a rentabilidade da renda fixa e isso leva as pessoas a procurarem a renda variável para elevar seus rendimentos.

Além disso, existe o cenário econômico favorável as empresas. O crédito mais barato fomenta as empresas a investirem, ampliarem seus negócios e logo a ter mais lucros.

Em outras palavras, a Selic estando baixa incentiva as pessoas a irem para renda variável.

Para se ter noção desse crescimento. De acordo com dados da Economatica de Dezembro de 2020, o crescimento de investidores em fundos imobiliários foi de 91,7% quando comparado a 2019.

Por último, temos o COPOM sinalizando uma alta para a Selic nos próximos anos.

Devo retirar meu dinheiro da Bolsa de Valores e voltar para renda fixa??????

Essa é uma decisão pessoal, avalie seu perfil, os riscos e retornos envolvidos.

Eu particularmente, não faço esse movimento. Visto que a renda variável historicamente é mais rentável que a renda fixa. Portanto para quem investe a longo prazo, NADA MUDA com a alta da Selic.

Se você entende o funcionamento do mercado de capitais, é bem tranquilo de encontrar boas ações e bons fundos imobiliários com dividendos superiores ao da renda fixa.

Espero que tenham gostado, até a próxima!

Lucas Magalhães

Engenheiro Ambiental por formação; Bancário por profissão; Investidor por paixão!

Este post tem um comentário

Deixe um comentário